19 2138-2525 Fale Conosco

Especialista prevê bons preços e escoamento de estoque do setor imobiliário no 2º semestre

Com a queda da taxa básica de juros, que atualmente está em 12,25%, a expectativa do mercado é positiva

E scoamento dos estoques e novos lançamentos já a partir do segundo semestre: essas são as duas principais previsões para 2017 no mercado imobiliário em João Pessoa. Com a queda da taxa básica de juros, que atualmente está em 12,25%, a expectativa em torno das previsões é alta.

Para aproveitar a recuperação do setor, o Sindicato da Indústria da Construção Civil de João Pessoa (Sinduscon-JP) realizou, nessa segunda-feira (6), uma palestra com o especialista em inteligência de mercado e presidente da Datastore, Marcus Araújo.

Desde 2010, a Datastore acompanha o mercado local por meio de entrevistas de campo realizadas com os consumidores de imóveis. Dessa forma, é possível projetar as intenções de compra para os próximos 24 meses. “Por meio das pesquisas, tiramos algumas conclusões. Uma delas é que temos realmente chance muito grande de ter uma boa retomada do mercado a partir de 2017 e já no primeiro semestre, considerando que estamos com estoques altos”, afirmou Araújo.
Dessa forma, o especialista afirmou que os consumidores vão poder se antecipar para comprar os imóveis com preços mais baixos.

Demanda com novos desejos

Marcus Araújo destacou que o grande desafio do mercado imobiliário local é ofertar novos produtos em conformidade com as novas demandas. “Quer queira ou não, nós já temos uma nova geração imobiliária cujos consumidores estão com demanda reprimida e novos desejos. Então, é muito importante que o empresário esteja atento porque o produto que ele pensava em lançar há dois ou três anos não é exatamente o produto que os novos consumidores estão querendo”, frisou.

Dentre as novas necessidades apontadas por Araújo, estão área de lazer mais enxuta e menor metragem dos apartamentos. “Antes, havia competição sobre quem oferecia o produto imobiliário com a maior quantidade de itens de lazer, mas a nova geração quer itens mais enxutos, porém muito bem executados e decorados. O diferencial não é mais a quantidade, mas a qualidade da área de lazer e essa é uma tendência importante”, disse o palestrante.

Matéria original do Portal Correio: http://migre.me/wewtt

Faça como os melhores, faça o seu melhor com Datastore.