fbpx
19 2138-2525 Fale Conosco

A “pejotização” do mercado de trabalho

Esta é mais uma da série “Neologias de Marcus Araujo”, e a Datastore, como um verdadeiro dicionário dessas novidades, está aqui para introduzir este termo para vocês.

A pejotização do mercado de trabalho é o processo ao qual temos assistido acontecer, especialmente com a geração millennium.

Trata-se somente das pessoas buscando ganhar dinheiro não mais do modo tradicional – a carteira assinada – mas como pessoas jurídicas (PJ), abrindo seus próprios CNPJs e oferecendo seus serviços como fornecedores, sendo seus próprios chefes e fazendo suas próprias agendas.

Esta é notadamente uma geração que trabalha de forma diversa, eles preferem a liberdade e não se dão bem com a ideia de “bater ponto”.

Esta é mais uma mudança que vai muito além das influencias econômicas, elas traduzem um novo hábito, de pessoas que prezam mais por vivências, essa é a geração que ‘planeja menos e realiza mais’.

Eles preferem tirar várias microférias de 3 dias ao longo do ano e viajar para onde der vontade, do que ficar planejando aquela super viagem que sempre acaba encontrando algum empecilho no final do ano.

Eles gostam de decidir os horários em que acordarão e quais dias na semana serão os mais ocupados, eles vieram para quebrar de vez os paradigmas de renda das gerações anteriores, e muitos já entendem que eles mesmos são seus próprios negócios.

 

 

Se a valorização da liberdade e das vivências já afetou de forma drástica as formas de se ganhar dinheiro, imagine então as formas de se morar!

toda a mudança que tem como cerne o ser humano, afeta diretamente as formas de morar, a moradia é uma necessidade ancestral dos seres vivos, dos quais o ser humano é o mais criativo morador, e ela se adapta conforme as necessidades e prioridades deste mudam.

Com essa urgência por liberdade e vivencias que temos experienciado nas gerações atuais, eis o mais imediato efeito no setor imobiliário:

Formas de morar mais soltas, mais fluidas e fáceis. Esta é quase uma “geração nômade”, eles gostam de migrar com as estações e criam oportunidades para viajarem também fora delas!

É por isso que os imóveis nano e compactos, com aluguel desburocratizado e facilitado estão fazendo tanto sucesso.

Esta é a geração que resgatou o imóvel em toda a sua ancestralidade, e tudo que eles precisam está concentrado em um vão livre, compacto e inteligente. A caverna do século XXI.

Fiquem atentos para as mudanças de comportamento dos consumidores de imóveis! E para saber tudo sobre as tendencias e direções do setor imobiliário, acompanhe nossos conteúdos por aqui e no nosso Blog Exclusivo!

Cadastre-se e receba este e muito mais conteúdos no seu e-mail.

O conteúdo mais relevante e (in)formativo do mercado imobiliário, está aqui!

“Dados” começa com “D”de Datastore